32 C°

quinta-feira, 27 de janeiro de 2022.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

PT filia 12 novos prefeitos e vira 2º maior partido no CE

O PT cearense realizou nesta quinta-feira (13) uma cerimônia para a filiação de 12 prefeitos do interior do estado para o partido. Com a mudança, a legenda se torna a segunda maior no Ceará em quantidade de gestores municipais, com 29 prefeitos – ultrapassando o PSD, que hoje tem 26 prefeituras, e ficando atrás apenas do PDT, que hoje acumula 67 gestores no estado.

Entre os petistas recém-filiados está Edson Veriato, do município de Potengi, que foi o único prefeito eleito pelo Psol no Ceará na história do partido. Além dele, também estão na lista gestores que estavam no PL, partido atual do presidente Jair Bolsonaro, que migraram da sigla após a entrada do mandatário – o PL ainda deve passar por mudanças mais profundas no estado e no restante do Brasil, em reorganização após a filiação do presidente. O PT também conseguiu tirar quatro prefeituras do PDT, que integra a mesma base de apoio a nível estadual, mas em um contexto de indefinição sobre apoios para a eleição deste ano.

Além de Edson Veriato, também migraram para o PT o prefeito de Jardim, Dr. Aniziario Costa, que era do PSB; o prefeito de Jaguaruana, Elias Oliveira, que era do PCdoB; o prefeito de Santana do Acaraú, Francisco das Chagas Mendes, que era do PL; o prefeito de Ibicuitinga Franzé Carneiro, que era do PDT; o prefeito de Campos Sales, João Luiz, que era do PDT; o prefeito de Aratuba, Joerly Vitor, que era do Republicanos; o prefeito de Saboeiro, Marcondes Ferraz, que era do PDT; o prefeito de Penaforte, Dr. Rafael Ferreira, que era do MDB; e o prefeito de Cariús, Wilamar Palacio, que era do PL.

Contexto
O PL, após a entrada de Jair Bolsonaro, deve ser comandado no Ceará pelo deputado estadual André Fernandes, que migrou para o partido junto com outros parlamentares apoiadores do presidente no cenário local. Entre eles estão os vereadores Priscila Costa (PSC), Carmelo Neto (Republicanos) e Inspetor Alberto (Pros). O deputado federal Dr. Jaziel e a deputada estadual Dra. Silvana, ambos apoiadores da gestão federal, já integravam os quadros do PL e vão permanecer no partido. Já o prefeito de Eusébio, Acilon Gonçalves, hoje comanda o PL no Ceará e integra a base do governo estadual, tendo portanto boas chances de se juntar aos dissidentes.

Os petistas, com o novo título de segunda legenda mais presente nas prefeituras do Ceará, ganha capital de barganha com a base do governo para reivindicar espaço nas eleições deste ano, quando o grupo governista vai indicar um candidato do PDT para disputar a sucessão de Camilo Santana (PT) – o governador, por sua vez, deve se lançar ao Senado. Camilo é apontado como um dos principais articuladores das novas filiações para o partido, além do deputado federal José Guimarães.

Com a candidatura de Camilo ao Senado, o PT estará representado na aliança com uma cadeira quase garantida na casa revisora, como avaliam os agentes políticos, levando em conta a popularidade do governador e a ausência de nomes de peso, na oposição, que tenham se lançado para a disputa. Uma parcela do partido, no entanto, argumenta que a legenda teria direito a mais espaço dentro do grupo, argumento que deve ganhar força com a filiação dos novos prefeitos. Notadamente, os deputados federais José Airton Cirilo e Luizianne Lins são a favor de o PT lançar candidatura própria ao Governo do Estado, independente da chapa do PDT – mas encontram resistência em boa parte da estrutura interna do partido.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com