32 C°

terça-feira, 30 de novembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Roberto Cláudio e 63 prefeitos filiam-se ao PDT

No ato de filiação, ontem, do prefeito Roberto Cláudio e de cerca de 63 prefeitos cearenses no PDT, os discursos das lideranças foram unânimes: O projeto de construção da legenda em nível nacional, que pretende lançar Ciro Gomes à Presidência da República, inicia no Ceará, a partir da união de forças políticas do Estado. No evento que reuniu centenas de líderes, prefeitos e vereadores, no Hotel Praia Centro, na Avenida Monsenhor Tabosa, o prefeito de Fortaleza evitou falar das estratégias futuras como candidato à reeleição pelo partido, contudo, o ex-governador do Ceará, Cid Gomes, foi claro ao dizer que na conjuntura estadual, já se mobiliza e quer protagonizar a disputa em 150 municípios e fazer alianças nas demais cidades.

De acordo com RC, quando se iniciou a discussão sobre a filiação no PDT, nenhuma “circunstância local”, nenhum “casuísmo” e nenhum “interesse municipal” apesar da importância, não sobrepôs ao movimento que tem objetivo e de repercussão nacional, que é o de levar Ciro Gomes à Presidência da República.

“As candidaturas a presidente são eventuais, mas, inegavelmente, há um protagonismo nacional de duas lideranças desse grupo agora no PDT, que é Ciro e Cid Gomes”, disse o chefe do Executivo, salientando que “as candidaturas municipais, as chapas para vereador, tudo isso está em curso, mas no momento devido, aprazado, se iniciará o debate municipal”.

“O PDT tem grandes lideranças nacionais e estaduais, então, a união, coerência e a possibilidade de a partir desse movimento criar condições para se discutir e construir um projeto nacional, foram questões relevantes que estimularam, hoje, 63 prefeitos para a  base aliada e migrarmos em bloco para fortalecermos e somarmos a um grande e digno partido no estado Ceará”, ressaltou.

 

Estratégia local

De acordo com o ex-governador Cid Gomes, a estratégia daqui para frente é fortalecer a legenda nos municípios. “Neste ato de filiação, são 75 prefeitos, certamente, vamos ter 150 candidaturas nos 184 candidaturas”, disse Cid, dando conta que nos demais municípios, o PDT fará “alianças” e “cultivará” relações com partidos como o PT, PSD, PP, PTB, PHS, PCdoB. “São vários partidos que temos uma boa relação no Estado e juntos, apoiando ou sendo apoiado, vamos buscar disputar o maior número de candidaturas no Ceará. Essa é a nossa tônica e preocupação maior”, frisou.

Cid afirmou ainda que a reeleição de Roberto Cláudio e de vários prefeitos no interior é um passo importante para o grande projeto do PDT de, em 2018, ter uma candidatura própria. “Nós enxergamos no Ciro todas as condições, talento e conhecimento de Brasil para apresentar uma candidatura que possa ser obviamente dar nova esperança para o Brasil”, pontuou.

O presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, manteve o discurso e salientou que vê com muita responsabilidade a filiação do grupo de Cid na legenda e afirmou que a entrada dos novos filiados vai ao encontro da história do PDT. “A partir do Ceará, nós vamos construir esse projeto para a Nação. Eu me sinto muito honrado de o partido que já apoiou a candidatura de Ciro em 2002, ao lado de Brizola, e termos esse reencontro”, comemorou.

 

Ciro Gomes

Já Ciro, que se filou ao partido no último dia 16, afirmou à imprensa que sente “reenergizado” com o “acolhimento no PDT” e salientou que o cenário nacional exige que cada um de dê a sua contribuição. “O povo brasileiro está com medo do futuro, e nós precisamos proteger o nosso povo”, pontuou.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com