32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Um apelo sensato

terça-feira, 08 de julho 2008

Ontem, por ocasião de Audiência Pública, requerido pelo deputado Artur Bruno (PT), para uma discussão mais aprofundada a respeito sobre a corrupção eleitoral e de mudanças na Lei 64/90 (Inelegibilidades), tornou-se patente que a situação, nesse campo, é bem mais grave e preocupante do que a maioria imagina. Ficou, inclusive, em dúvida, se ainda há tempo, este ano, para se tentar melhorar o que aí está.


 


Antes de tudo, predominou a constatação de que as listas emitidas pelos Tribunais de Contas são necessárias. Incômoda, mas, mesmo assim, uma necessidade. O deputado requerente, Bruno, vai além, e reputa esses documentos como educativas, na medida em que oferecem à população as informações que necessita, para separar dos bons candidatos, aqueles que não se fazem dignos dos seus votos.


 


Entre os pontos discutidos, um merece especial atenção: a aplaudida intervenção do procurador Regional Eleitoral, Alessarder Sales. Este foi incisivo, ao chamar à atenção do Poder Judiciário para a necessidade da impugnação de candidaturas de políticos com ficha suja: %u201CÉ preciso que este Poder (o Judiciário) perceba que há um consenso social que exige que essas pessoas não participem mais dos Pleitos%u201D. Valeram os aplausos.


Puxando a fila


O presidente da FIEC, Roberto Macedo, quer que aquela instituição abra a seqüência de debates entre os aspirantes à Prefeitura de Fortaleza, que por certo serão promovidos a partir de agora. Por entender que os debates poderão ser temáticos, de acordo com cada entidade que vier a promovê-los, a FIEC vai priorizar a questão dos investimentos em projetos geradores de empregos.


Só sugerindo


Ontem, perante escassa platéia presente ao debate sobre o combate à corrupção eleitoral (e geral), a presidente do Sindicato Apeoc, Penha, sugeria à Mesa Diretora cobrar com mais rigor a participação de deputados nas Audiências Públicas da Casa. Apenas dois deputados prestigiavam aquele evento, atualíssimo para o momento eleitoral.


Presença


O presidente da OAB-CE, Hélio Leitão, a respeito dos políticos processados, e que querem disputar cargos em outubro, alerta o TJCE sobre problema importante. É que dezenas de Promotores Públicos Eleitorais, não residem nas cidades onde trabalham, e só dependem das listas de improbidade do TCs, para impugnar candidaturas.


É Brasil!


Deputados comentavam, na AL, a frouxidão da Justiça com acusados de corrupção, e o cinismo com que estes agem ( e ganham dinheiro %u201Ca rodo%u201D). Exemplo típico é o %u201Cmarketeiro%u201D Duda Mendonça. Mesmo %u201Catolado até o eixo%u201D no mar de lama do %u201Cmensalão%u201D, ele comanda, lépido e fagueiro, campanhas em várias capitais e grandes cidades do país.


%u201CEscola%u201D


Segundo o ex-deputado Antonio Câmara, o falecido senador Olavo Oliveira, %u201Cdono%u201D durante anos, do extinto PSP (no país, a %u201Cpropriedade%u201D era de Adhemar de Barros), ainda %u201Cfaz escola%u201D. Olavo apoiava candidatos de siglas diferentes a cada pleito. Mas só ele tinha acesso à grana e aos cargos resultantes. Chefes de %u201Cnanicos%u201D de hoje fazem o mesmo.


De olho


Os fortalezenses devem estar atentos aos entendimentos entre o governador Cid e o ministro das Cidades, Márcio Fortes, a respeito de mais um %u201Ccurto-circuito%u201D na conturbada vida do Metrofor. Sem esta obra concluída, correm sérios riscos o turismo, o urbanismo e até a possibilidade de uma %u201CChave%u201D na Copa do Mundo-2014, para a cidade.


Ameaça de perdas


Hoje, na AL, será debatido problema que causa sobressalto na indústria de processamento de castanha. Segundo o Sincaju, a quebra de safra de 2007-2008, tornou necessária a importação de castanha da África. Mas a má qualidade e falta de cuidado dos africanos provocou a retenção de 25 mil toneladas do produto no porto do Pecém, sem previsão de liberação pela Vigilância Agropecuária.


Ajuda


Os partidos, para colaborarem com o TRE, e, principalmente com a limpeza de Fortaleza, segundo a juíza Sérgia Miranda, responsável pelo controle da Propaganda Eleitoral, terão que disciplinar o uso de suas propagandas impressas. Com isso, evitarão multas e outras punições, prevista na Lei Eleitoral.


Inalcançável


Cearense que não conseguiu até agora adquirir um pedaço de terreno no litoral, dificilmente terá essa chance, salvo com muito dinheiro. Segundo observa o deputado Moésio Loiola (PSDB), a enxurrada dos Euros, de italianos, espanhóis, portugueses, e agora até de alemães e finlandeses, os preços desses espaços duplicaram e até triplicaram.


Portal


O Portal da Transparência, mais que um simples site, é um vetor que dá ao cidadão cearense a condição de fiscalizar todos os atos do Poder Público estadual. A afirmação é do deputado Ronaldo Martins (PMDB), Ouvidor Parlamentar da AL, ao participar ontem, do lançamento desse projeto na AL, pelo titular da Secon, Aloísio Carvalho.


Complicando


O surgimento de mais problemas envolvendo partidos e lideranças, aliadas do Governo do Estado está exigindo que a interferência de deputados ou secretários de Estado. O problema é que o governador Cid quer mesmo é a distância de problemas que envolvam pessoas e siglas coligadas.


 

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com