32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

A difícil sobrevivência

quarta-feira, 27 de março 2024

O comando estadual do PDT começa a sentir na pele o desconforto e castigo por ações precipitadas, descabidas e inconvenientes. É o que tem ocorrido no interior do Estado onde o ex-ministro Ciro Gomes, o ex-prefeito Roberto Cláudio e o deputado André Figueiredo e o que resta do “tornado” que devastou uma sigla que tinha o poder na mão. Abalados pelo desmantelo, seus líderes se empenham em conquistar entre novos filiados nomes competitivos para compensar os prefeitos e vereadores defenestrados na batalha. As perdas foram agravadas por conta da descrença que se apossou das suas lideranças, agravando a disputa com partidos menores, tendo em vista que o PDT sofre ainda as consequências de não estar mais no poder. A realidade é que somente poderia se recuperar numa eleição municipal onde os que sobraram poderiam colocar em prática suas habilidades em promover “viradas” tirando coelhos da cartola. Não é só o PDT que está mal. O PT não sabe como abrir o envelope que sairá das prévias preliminares onde a incógnita é a única certeza. Os caciques querem Evandro, mas Luizianne ainda está no páreo balançando amuletos mágicos que sempre a protegeram nos momentos difíceis. Fechar uma chapa que escapa ao domínio dos caciques com prévias onde todos votam, é roleta. Por enquanto só está bem o PSB que vai terminar impondo o que lhe é de direito para concorrer na disputa sucessória de Fortaleza. O senador Cid está firme nesse propósito.

Fichas jogadas. Enquanto amarga a condição em que se encontra, o que ficou do PDT mantém duas apostas com as fichas que lhe restam: Fortaleza, com Sarto Nogueira, e São Gonçalo do Amarante com o deputado e ex-prefeito daquele município, Cláudio Pinho, ainda possuidor de grande reserva eleitoral no município. Quanto à Sarto, agoniza na UTI.

Claudio, o precursor. Em São Gonçalo do Amarante, o PDT governista pretende jogar pesado apoiando o prefeito Eraldo Paiva como candidato do PT. Os dois lados estão de olho nos milhões da CIPP, da ZPE e das fontes geradores de energias renováveis.
Homenagem ao TJCE. Por iniciativa da deputada Fernanda Pessoa a Câmara dos Deputados homenageou com sessão solene os 150 anos do Tribunal de Justiça do Ceará. A solenidade teve a participação das mais importantes autoridades da Justiça Brasileira.
Caso único. Ontem, em Fortaleza um caso que pode ser único: motoristas e motociclistas de aplicativos fizeram manifestação na Assembleia Legislativa contra a regulamentação da profissão aprovada na Câmara dos Deputados. O que a categoria vem alegando é que a regulamentação como está proposta, em vez de ajudar, prejudica.
Ataque de Ciro. Dando sequência ao rosário de críticas a tudo de que discorda, Ciro Gomes mira o Ministério Público por tentar tirar do poder o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, para beneficiar o pré-candidato do governo Fernando Santana.
Jogada de Domingos. Em Caucaia, Domingos Filho articula jogada esperta defendendo a candidatura da ex-deputada Érika Amorim para vice de Catanho, mesmo sabendo-se que o marido dela é adversário do prefeito Valim. Para viabilizar ele traz Célio Studart para a Secretaria de Proteção Animal, e Naumi fica na Câmara por mais de dois anos.
Defesa do Piso. Ontem, na Escola de Saúde Pública do Ceará, profissionais do setor receberam a Caravana do Piso Salarial, com a participação da Secretaria da Saúde do Ceará, Dra. Tânia Mara. Trata-se de movimento reivindicatório com o objetivo de manter viva a mobilização nos estados e municípios.
Pé-de-meia na mão. A partir de agora estudantes do ensino médio não mais necessitarão perder aulas para trabalhar. Desde ontem, 185 jovens do Ceará começaram a receber a ajuda mensal do Ministério da Educação. Para concluir o curso médio, cada um receberá R$ 9,2 mil por ano.
Alianças diferentes. O senador Cid Gomes (PSB), tem feito alianças inteligentes entre o PSB e outros Partidos, mesmo que não sejam governistas. Um exemplo são as coligações com o deputado Federal Júnior Mano (PL) em Acarape, Aracati e Redenção. Mesmo sendo do PL, o deputado nunca foi contra os governos petistas.

“Se você testemunhar um político chorando de saudade, tenha certeza que em quase todos os casos a saudade é do peito em que mamou”. Jornalista José Simão.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com