32 C°

quinta-feira, 23 de setembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Cláudio Humberto

‘Afago’ mira retorno em 2022

terça-feira, 14 de setembro 2021

Uma medida provisória, assinada, ontem, institui programa de financiamento imobiliário subsidiado para agentes de segurança pública. Com R$ 100 milhões disponíveis em 2021 – primeiro ano de execução –, serão contemplados com os subsídios policiais que recebam até R$ 7 mil por mês. O programa Habite Seguro, feito pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, é mais um aceno aos policiais, que fazem parte da base eleitoral do presidente. Policiais federais, rodoviários federais, militares, civis e guardas civis municipais – da ativa e da reserva – terão acesso aos benefícios.


O programa permitirá a contratação de cotas de crédito imobiliário. A MP deve detalhar critérios e condições para a participação do programa, que prevê ainda outros benefícios. Caberá à Caixa administrar os R$ 100 milhões, que sairão do Fundo Nacional de Segurança Pública. Outras instituições financeiras também poderão operacionalizar o programa. A Caixa informou que poderão ser financiados imóveis novos ou usados, com limite de avaliação de R$ 300 mil. Os subsídios para os policiais e demais agentes será variável, de acordo com o salário, podendo chegar a R$ 2,1 mil para a tarifa de contratação do financiamento e a R$ 12 mil no valor da entrada. A previsão é que as condições especiais possam ser acessadas já a partir de 3 de novembro. Afinal, quanto mais rápido…

Novela do 5G
A Anatel adiou, ontem, a conclusão da análise do edital do leilão do 5G, após pedido de vista do conselheiro Moisés Queiroz Moreira. A data para retomar a discussão não foi definida. As regras foram avaliadas durante reunião extraordinária do Conselho Diretor da Anatel, na qual foram discutidos ajustes para a disponibilização de radiofrequências para a prestação dos serviços de telecomunicações pelas operadoras. Serão disponibilizadas as frequências de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz.

Brasil no FMI
O presidente do conselho do Credit Suisse Brazil, Ilan Goldfajn, deixará o cargo no banco para assumir a diretoria do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI (Fundo Monetário Internacional) em 3 de janeiro de 2022. Esse é uns dos cargos mais importantes do FMI em Washington. É responsável pelo acompanhamento da política econômica dos países membros da entidade nas Américas, entre eles os Estados Unidos e o Brasil. Ilan assumirá o cargo atualmente ocupado pelo mexicano Alejandro Werner.

Moradia: inflação eleva teto de programa
O Conselho Curador do FGTS aprovou, ontem, um aumento no teto do valor de imóveis que podem ser financiados pelo programa Casa Verde e Amarela. O reajuste era pedido pela indústria de construção civil, que registra elevação nos custos de construção de imóveis. Pela proposta aprovada, há uma correção no teto do valor do imóvel nos municípios com população entre 20 mil e 50 mil habitantes (10% de aumento), com população entre 50 mil e 100 mil habitantes (15%) e municípios maiores, inclusive regiões metropolitanas (10%).

Calçados
O segundo exportador brasileiro de calçados em 2021 é o Ceará. Entre janeiro e agosto, as fábricas cearenses embarcaram 22,56 milhões de pares, gerando US$ 127,25 milhões, altas de 23,6% em volume e de 17,6% em receita sobre igual período do ano passado. No período, as exportações cearenses responderam por mais de 23% da receita gerada pelos embarques em todo o Brasil. O primeiro exportador do período foi o Rio Grande do Sul, com 19,41 milhões de pares, que geraram US$ 239,87 milhões.

Calçados II
No País, as exportações de calçados seguem em ritmo de recuperação, com volume de pares embarcados praticamente igual ao período de 2019. Em agosto, foram exportados 9,3 milhões de pares, que geraram US$ 78 milhões, altas de 28,2% em volume e de 34,9% em receita no comparativo com igual mês do ano passado. Com o resultado, no acumulado de janeiro a agosto, as fábricas de calçados somaram o embarque de 75,2 milhões de pares, que geraram US$ 541,34 milhões. Os dados são da Abicalçados.

Energia: inscrição automática na Tarifa Social
Foi sancionado um projeto de lei que facilita a inscrição de famílias no programa Tarifa Social, que concede descontos na conta de luz para a população de baixa renda. O texto foi aprovado pelo Congresso, em 19 de agosto, e a sanção publicada no DOU de ontem. A nova norma prevê que as famílias de baixa renda sejam cadastradas automaticamente no programa Tarifa Social de Energia Elétrica. A lei atual determina apenas que essas famílias sejam informadas sobre o direito ao desconto.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com