32 C°

quinta-feira, 5 de agosto de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Economia fortalecida

quinta-feira, 22 de julho 2021

No estado do Ceará, a despeito de todas as dificuldades geradas pela crise originada com a pandemia, e, além do inverno rarefeito em muitos municípios, há motivações que levam as autoridades, a começar elo governador Camilo Santana, e entidades e lideranças empresariais a demonstrar otimismo em relação ao futuro próximo da economia do estado, destacadamente no que se refere à geração de energias limpas.

Como prova disso, o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, coordenou antes do encerramento dos trabalhos legislativos a instalação da Frente Parlamentar para o Fortalecimento e Geração de Energias Renováveis, a ser presidida pelo deputado Bruno Pedrosa, do PP, para quem a referida frente deveria ter sido lançada antes tendo em vista a urgência de projetos para resgatar o crescimento econômico do estado, cujo curso foi interrompido pela COVID e suas consequências.

Consciente dessa necessidade o governador Camilo Santana já havia assinado, com a empresa Qair Brasil de projeção internacional nesse campo protocolo visando à geração de Hidrogênio Verde, tendo como entro produtor o Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Pelo volume de recursos previsto para essa nova indústria, ou seja, US$ 7 bilhões torna-se possível avaliar o grau de confiança que essa iniciativa inspira. Para o presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante líder do setor industrial, seria altamente positivo a participação da bancada federal nas atividades da referida Frente.

Campanha deflagrada.
O ex-ministro Ciro Gomes, em sua nova tentativa de chegar à presidência da República, assumiu uma atitude elogiável, ao decidir iniciar a sua campanha pelo nosso estado, através de uma programação de palestras de amplitude nacional. O início da série de explanações será por Senador Pompeu, onde exporá, dia 29, aos prefeitos, empresários e lideranças políticas do Sertão Central os seus objetivos visando futuro e o desenvolvimento do semiárido.

Hora de cobrar. Está aberta, no Palácio da Abolição, e com a coordenação da Casa Civil a agenda para o atendimento a partidos, prefeitos e lideranças regionais, com suas pautas de pedidos ao governador. Segundo observadores, a fila vai crescer, com a expectativa de Camilo disputar cadeira no Senado.

O “achado” das areninhas. O estado do Ceará dispara em nível nacional na implantação de areninhas, um achado para que o Governo do Estado proporcione aos municípios um equipamento de grande utilidade no campo esportivo, social e cultural. Além das 300 areninhas existentes, o governo Camilo pretende chegar às 500 até 2022.

Crescimento da CEF. Mostrando ter superado os efeitos da crise econômica e da COVID-19, a Caixa Econômica Federal anuncia para os próximos meses a instalação de mais 269 novas agências no país, sendo 17 para cidades do Ceará de mais de 40 mil habitantes, ao contrário do Banco do Brasil, que optou por fechar agências.

Banco salvador. Além da CEF, o Banco do Nordeste do Brasil é outra instituição bancária que desafia crises, e anuncia através do seu presidente Romildo Rolim a ampliação para 29 mil, das operações de crédito para o projeto Agroamigo, aumentando o limite de crédito para R$ 6 mil para cada família beneficiada.

Corre-corre. Com a situação do presidente Bolsonaro, que permanece sem partido, cresce o corre-corre de vários partidos para tê-lo como filiado, entre eles PL, PSC, Pros, PTB e PP. Tal celeuma depois que ele, por conta de desavenças internas no Patriotas, sigla apontada como esquerdista, ele desistiu de ingressar.

Polêmica no Ceará. Devido à inclusão do PP, como um dos prováveis destinos do presidente Bolsonaro e sua turma, segundo informa o comando nacional da sigla, pode se abrir grossa polêmica no Ceará, onde o PP, que é presidido pelo bolsonarista AJ Albuquerque é aliado do governador Camilo que faz oposição ao presidente.

Vergonha do Ceará. Por conta de mais uma molecagem, o deputado André Fernandes (Republicanos) é atingido pela Justiça do Estado de São Paulo, por infâmia, insulto e calúnia contra a deputada paulistana Patrícia Campos acusada por ele de trocar sexo por informações. Uma vergonha para o Ceará de grandes políticos.

Bajulação recompensada. A novidade política de ontem foi o anúncio, pelo presidente Bolsonaro, de uma pequena reforma ministerial: Ciro Nogueira, Casa Civil; Eduardo Ramos, Secretaria de Governo, além da refundação do Ministério do Trabalho, para Onyx Loronzetti, ao que tudo indica, pelas suas insuportáveis bajulações.

“O Brasil só terá o respeito como Nação democrática perante os demais países quando deixar de ter políticos que trocam de partido como trocam de roupa”.
Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com