32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Evitando choques

sexta-feira, 24 de maio 2024

Segundo se comenta no interior, em alguns municípios se fará necessária toda a habilidade política da dupla senador Cid Gomes – Eudoro Santana, presidente regional do PSB, além da diplomacia do ministro Camilo Santana e do governador Elmano de Freitas. Trata-se da tendência para os dois mais importantes aliados e governistas, no caso, o PT e o PSB venham a ter candidatos próprios, apesar da aliança em nível estadual. Noutro dia, em evento político em Fortaleza, o senador Cid, abordado por jornalistas a respeito desse problema, chegou a admitir tais possibilidades, mas, desde que não venham a ocorrer perdas para a coligação governista. Já vimos situação semelhante em 1962, quando UDT e PSD formaram poderosa aliança estadual, mas, não conseguiram impedir confrontos marcados pela mesma violência dos tempos em que esses dois partidos viviam em guerra permanente na capital e no interior, guerra essa que somente foi encerrada em definitivo depois da Revolução de 64. Diante dessas e de outras realidades já ocorridas no mundo político cearense, seria de muito bom alvitre que os dirigentes estaduais, até federais, se for o caso, venham a se empenhar ao máximo para manter a paz política, principal arma para o desenvolvimento econômico e social em todo o Estado. Cid, Camilo, Eudoro e Elmano conhecem bem demais os problemas para se impedir o agravamento de relações políticas, nós antigos que exigem muita habilidade para desfazê-los.

Bons voos para todos. A boa notícia para os mais de 20 milhões de brasileiros que se utilizam de transporte aéreo veio do ministro de Portos e Aeroportos, Sílvio Costa Filho, que anunciou para o mês de junho a colocação em funcionamento, do projeto “Voa Brasil”, que está pronto, e que oferecerá passagens acessíveis, a começar para aposentados o de até dois salários mínimos.

Apoio para elas. Para o senador Eduardo Girão, do NOVO-CE, foi mais do que oportuna a aprovação, pela CCJ do Senado, da concessão de Bolsa-Família para mulheres, com ou sem filho, vítimas de violência doméstica. Segundo a Secretaria de Proteção Social, estas são muitas mil no Ceará, e que, além dessa ajuda, precisam de proteção permanente do Estado.
Rebatendo oposicionistas. Na Assembleia Legislativa, depois de algum tempo apenas ouvindo críticas dos deputados de oposição o deputado Osmar Baquit (PDT) rebateu o deputado Felipe Mota que acusava o governo de fazer empréstimos “para nada, ou seja, para pagar empréstimos”, ao que ele desafiou qual o estado ou país que não cresce e se desenvolve através de empréstimos.
Sensibilidade. Ainda a propósito da sensibilidade à flor da pele de alguns oposicionistas, um dos casos recentes foi por ocasião de votação de matéria do governo, quando o painel do Plenário falhou, e os adversários do governo, em bloco, acusaram a Mesa de estar tentando prejudicar os votos deles. Na presidência, Fernando Santana explicou a inesperada falha técnica.
Acertando em cheio. Para o deputado José Guimarães (PT), líder do Governo na Câmara dos Deputados, os ministros do STF, em peso, acertaram em cheio, ao confirmarem a existência de assédio jurídico a jornalistas e veículos de imprensa. Segundo o ministro Barroso, presidente daquela Corte, tais pressões são feitas sem que exista qualquer dolo ou crime grave cometido.
Analfas econômicos. O ministro da Fazenda, Haddad, ao comparecer a mais um debate na Câmara dos Deputados, foi, mais uma vez, cercado de deputados analfabetos em economia, que tentavam essa matéria àquela autoridade. Segundo o deputado Zé Airton (PT), é preciso acabar com esse tipo de evento que não leva a nada a não ser revelar a ignorância de dezenas de deputados.
Aproveitando chance. Se a presença de 86 prefeitos cearenses não vier a trazer as vantagens que eles esperavam, quem acabou se dando bem foi o deputado Júnior Mano, que se autodenomina um grande municipalista, terminou recebendo em seu gabinete 82 dos 96 gestores municipais presentes no Planalto. É assim que muitos aproveitadores de chances terminam popularizados.
Salvando o Fortal. Se o Fortal deste ano se constituir em sucesso, os seus organizadores, exploradores e participantes terão muito que agradecer ao deputado Evandro, presidente da ALECE. Com habilidade, ele evitou a festa no terreno do Aeroporto, com ameaças ao Meio Ambiente, para que esta seja realizada em área de 45 hectares, do grupo Dias Branco.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com