32 C°

9 fevereiro 2024.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Falha de amadores

sexta-feira, 09 de fevereiro 2024

Experimentados causídicos da área política acreditam que o Tribunal Superior Eleitoral acolherá a tese do TRE do Ceará para julgar a cassação dos mandatos dos deputados Carmelo Neto, Alcides Fernandes, Dra. Silvana e Marta Gonçalves, todos do PL. A condenação do TRE é vista pelos quatro deputados como perseguição política, por se tratar de parlamentares pertencentes a um partido adversário do presidente Lula e do governador Elmano de Freitas. O que houve, na verdade, foi uma lamentável falha do Diretório do PL cearense ao desrespeitar a cota de candidaturas femininas à Assembleia Legislativa. Trata-se, pelo que tem demonstrado a Justiça Eleitoral, de erro grave contra os direitos eleitorais das mulheres. Como prova de que o TSE não pretende deixar impune quem desrespeitar essa regra, a corte Superior cassou, pela unanimidade de seus ministros, o mandato do deputado Rafael Tavares (PRTB-MS), pelo mesmo motivo que levou o TRE-CE a punir os deputados liberais, deixando o PL sem bancada. O pior é que, segundo a Lei Eleitoral, a Assembleia Legislativa não poderá convocar suplentes, já que a punição foi para o partido como um todo.

Aperta-se o cerco. Aperta-se o cerco ao ex-presidente Jair Bolsonaro, com a operação Tempus Veritatis, cujo objetivo é encurralar responsáveis por atos destinados a fraudar a eleição do presidente Lula, além de se tratar de golpe contra a democracia. Bolsonaro, com o seu passaporte confiscado pela Polícia Federal, ficará “preso” nos limites do amplo território nacional, por enquanto.

Sem Moral. Não convidem para a mesma mesa o vereador Adahil Junior e o chefe de gabinete do prefeito Sarto Nogueira. Nome expressivo da bancada pedetista, o vereador é tratado como verme insignificante por Renato Bordes, a quem acusa de não ter moral para ocupar o cargo.
Jornada de Isolda. A ex-governadora Izolda Cela indagada se desejaria participar da disputa para a Prefeitura de Fortaleza, mostrou como se disciplina a prática política. “O projeto governista escolheu o Evandro”. Resposta curta de quem sabe se adequar às vicissitudes de uma jornada que acumula desapontamentos.
Ensinando honestidade. Proporcionando conhecimentos aos secretários municipais, a Presidência do TCE inicia Curso à Distância para especialização na nova Lei das Licitações, com abrangência para todas as prefeituras do estado. Objetiva evitar atecnias contábeis que sempre param nos tribunais.
Mais duelos. O combate às facções criminosas está gerando duelos verbais na Alece. Para os opositores, ele deve ser travado com ataques permanentes aos criminosos. O deputado De Assis Diniz, situacionista juramentado, diz que criminosos se combate com inteligência, retirando deles dinheiro, armas, veículos e propriedades.
Sabe mas não faz. Pelo que afirma o nosso “Rolando Lero” do Abolição querendo tapar o sol com uma peneira, o governo sabe como se faz, mas não diz por que não faz. Está faltando sinceridade no “falatório” desprovido de conteúdo efetivo. O que diz, nunca gera resultados.
Apelos justos. Prefeitos das oito cidades do Planalto da Ibiapaba, e de outras cidades com áreas ameaçadas pelo Estado do Piauí, farão pajelança este mês para exigir dos políticos ali votados que se unam num só bloco, para impedir que o Ceará seja vítima da voracidade dos nossos vizinhos.
Celulares proibidos. A prefeitura do Rio de Janeiro e o governo de São Paulo proibiram aparelhos celulares nas salas de aula. O exemplo deveria estimular a mesma prática nas escolas do Ceará. Está provado que esses aparelhos causam severas perdas a estudantes por se tratar de uma viciosa prática anti-ensino.

“No Brasil, as primeiras aulas de corrupção política estão na liberdade de negociação de votos, corrompendo o comprador e o vendedor”.
Ex-ministro Ayres de Britto.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com