32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Jogo pesado contra Elmano

segunda-feira, 20 de maio 2024

Quem tem acompanhado ao vivo e presencialmente os mais recentes debates e discussões no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa, tem testemunhado o crescimento incontido do jogo pesado posto em prática pela bancada oposicionista que, mesmo diminuta, é uma das que mais barulho têm feito naquela Casa. Naquele Plenário tem se destacado um sexteto constituído por Queiroz Filho (PDT), Felipe Mota (UB), Reginauro (UB), Cláudio Pinho (PDT), Antonio Henrique (PDT) e Carmelo Neto (PL). Municiados de todos os argumentos ao seu alcance, esses parlamentares raramente têm se empenhado para lançar e defender matérias de verdadeiro e urgente da população, preferindo pesquisar motivos para atacar severamente a gestão do governador Elmano de Freitas, seja qual for o projeto colocado em votação pelo Palácio da Abolição. Esses oposicionistas, como está escrito com toda clareza na Constituição e na Lei Eleitoral, têm todos os direitos de criticar, assim como de denunciar, se for o caso, e se houver razões para isso. Como exemplo, esse grupo partiu pra cima do governador Elmano em consequência de um pedido de empréstimo de R$ 250 milhões junto ao BNDES, a ser autorizado pela ALECE, e que de acordo com o Governo, estão destinados à aplicação no “Programa Sertão Vivo” visando fortalecer o agronegócio e a Agricultura Familiar. Se o Ceará tem crédito, e o Programa trará benefícios para o agricultor ficar contra é incongruência. O Parlamento é para legislar, e não para incitar confrontos com o Poder Executivo.

O Governo no Interior. Quando à frente do Governo do Ceará, o governador César Cals, defensor da presença do Poder Executivo no Interior, para ele situação mais do que privilegiada para que o gestor maior do Estado viesse a ouvir e discutir presencialmente as demandas de cada cidade da Região. Desse modo, ele chegou a governar de algumas cidades, como foi o caso de Ubajara, no Planalto da Ibiapaba, onde ficou hospedado e despachou.

Tão falando. Se o deputado André Fernandes (PL) insistir em desprezar a força de alguns direitistas de peso, na batalha pela Prefeitura de Fortaleza – 24 será muito ruim para todos, a começar por ele. Isso porque, segundo se comenta, André não teria como disputar a Prefeitura nem com Eduardo Girão, ou com Capitão Wagner prejudicando a todos.
Mais Escolas. De olhos voltados para os avanços da Educação, e seguindo os passos do ministro Camilo Santana, o governador Elmano publicou Editais destinados à construção de mais escolas de segundo grau, e para funcionamento em tempo integral. Para nova sequência de escolas a serem construídas serão investidos R$ 470,7 milhões do Tesouro Estadual do Fundef.
Elogios a Zanini. O deputado Osmar Baquit (PDT) puxou sequência de elogios ao ministro Zanini, do STF, autor da suspensão de liminar que desonera milhares de municípios brasileiros, melhorando as condições financeiras deles, já que terão de pagar taxas mensais de apenas R$ 8%. Basta ver que no Estado do Ceará, são 179 municípios beneficiados.
Bagunça política. Quem informa são comunicadores e lideranças de Crateús: a situação política ali caminha para a bagunça. Senão, vejamos: o prefeito Marcelo Machado foi afastado pela justiça por 180 dias, acusado de trapalhadas. Como tem maioria na Câmara, o vice, Dr. Nenzé não foi empossado. E agora, Machado promove marchas e passeatas barulhentas.
Cautela muita. O presidente da ALECE e pré-candidato à PMF, Evandro, cauteloso em extremo, está evitando grandes eventos para não se envolver com a Justiça Eleitoral. Pequenos encontros mesmo, só com vereadores apoiadores, como Cônsul do Povo e em locais como as “tapioqueiras” onde pode trocar ideias com lideranças de bairro.
Bolsonaro. Por uma votação de oito votos contra três, os ministros do STF rejeitaram pedido de Habeas Corpus em favor do ex-presidente Jair Bolsonaro, acusado de participação direta em atos golpistas. Tendo em vista essa situação, dificilmente ele poderá participar como candidato no próximo pleito. E isso, se não estiver preso.
Só amanhã. Ficou para amanhã, 3ª-feira, 21, a votação da licença da ALECE para o governador Elmano contrair empréstimo de R$ 250 milhões ao BNDES. Isso, por conta de pedido de vistas dos deputados Carmelo Neto (PL), e Riginauro (UB). Essa postergação, segundo se sabe, não impedirá que os governistas aprovem com folga a matéria.
Pessoa à frente. Em Caucaia, a grande novidade para os servidores municipais, é que o prefeito Roberto Pessoa saltou à frente, e se tornou o primeiro prefeito do Nordeste, e um dos primeiros do país a pagar o 13º Salário aos 8.100 servidores daquela Prefeitura. Ali, ocorre exatamente o contrário do que ocorre em mais de 90% das Prefeituras do Brasil.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com