32 C°

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Cláudio Humberto

Média diária de vacinas passa de 1 milhão em junho

“As previsões que fiz foram baseadas nos fatos que existiam
Deputado Osmar Terra diz, na CPI, que não usou ‘estudo matemático apocalíptico’ para fazer previsões sobre a pandemia e sim fatos que existiam em fevereiro e março de 2020.

Depois de ultrapassar a média diária de um milhão de doses nos últimos sete dias, o Brasil colhe os resultados da turbinada na campanha de vacinação neste mês de junho. Ao aplicar mais de 22 milhões de doses nos primeiros 22 dias e em franca aceleração, o Plano Nacional de Imunização (PNI) deve superar o resultado de abril e fazer de junho o primeiro mês com mais de um milhão de vacinas aplicadas por dia.

Ficará para trás
O recorde anterior foi em abril, quando o PNI aplicou 24,6 milhões de doses, segundo o vacinabrasil.org. Média diária de 820,5 mil vacinas.

Aceleração
Junho já teve 12 dias com mais de um milhão de doses, cinco dias acima de 1,3 milhão e um dia com mais de dois milhões de vacinas aplicadas.

Perspectiva
Comparado a Israel, Chile e Reino Unido, o Brasil aplicou 90 milhões de doses, que seria suficiente para vacinar 100% dos adultos desses países

Público-alvo
O Brasil tá tem 66 milhões de pessoas vacinadas com uma dose ou 41% da população adulta, segundo o ministro Marcelo Queiroga (Saúde).

Polícia não entra
Marcelo Rocha Monteiro diz que a polícia do Rio já identificou a presença de bandidos perigosos de vários estados escondidos em favelas do Rio.

Caçada continua
Lázaro foge há quinze dias, após cometer vários homicídios. Há policiais já suspeitando que ele pode ter furado o cerco e abandonado a região.

Diretório avançado
À Rádio Bandeirantes, nesta terça, Monteiro disse que a Defensoria Pública virou uma espécie de “diretório do Psol e do PT”.

Giannotte no STF
Garantista, conservador, articulado e portador de talentos de diplomata, Mirko Vincenzo Giannotte, 50 anos, juiz do TJ do Mato Grosso, entrou no páreo para a vaga de Marco Aurélio no Supremo Tribunal Federal (STF).

Polícia de opinião
O deputado e médico Osmar Terra (MDB-RS) lembrou que as comissões parlamentares de inquérito existem para investigar crimes, mas a CPI da Pandemia “está investigando opiniões” de médicos, gestores etc.

Guerra pela narrativa
Osmar Terra afirmou na CPI que o presidente Bolsonaro está com poderes limados pelo STF para gerir pandemia. O presidente da comissão, Omar Aziz, chamou isso de “maior mentira”.

Por marcas
Das 90 milhões de doses de vacinas contra a Covid aplicadas no Brasil, o Ministério da Saúde contabiliza 48,9% da Butantan/Coronavac, 46,1% da Fiocruz/AstraZeneca e 5% de doses da Pfizer/BioNtech.

Intensivão no Rio
A Defensoria Pública do RJ, um dos autores da ação que fez o STF proibir polícia em favelas, agora fará “cursos pela paz” para moradores e “líderes” de “comunidades”. Milicianos e traficantes são “líderes”?

Contra o terror
O senador Marcos Rogério (DEM-RO) propôs projeto que caracteriza como terrorismo a invasão de terra “com a finalidade de provocar terror social”. “Não é possível continuar assistindo passivamente”, disse.

Garoto propaganda
Pode virar garoto propaganda do governo o “pesquisador” que citou que previu 1 milhão de mortos até agosto de 2020. Depois tentou consertar: “caso o governo não faça nada”. Em agosto, o Brasil chorava 121.515 óbitos. O governo acha que isso prova inciativas para evitar a catástrofe.

Vírus não é da oposição
Quem é pego ou atua no fogo cruzado político envolvendo a pandemia, faz parecer que o vírus não mata ninguém, mas Médicos sem Fronteiras emitiu nota lamentando as 500 mil vidas “interrompidas pela covid-19”.

Pensando bem…
…em breve, o show da CPI vai ter que apelar para atrações musicais a fim de manter a audiência.

Santo milagroso

O saudoso Maurício Fruet era prefeito de Curitiba e, certa vez, em uma recepção, esbaldou-se na comilança ao lado do amigo e ex-vereador Ademar Bertoli. A orgia gastronômica impressionou o arcebispo metropolitano, dom Pedro Fedalto, segundo relatam Hugo Sant’Ana e Sandra Pacheco no livro “Maurício Fruet, Um brasileiro Cordial”: “Maurício, para que santo vocês rezam para fazer a digestão?”
Fruet respondeu na bucha: “São Risal, eminência…”

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com