32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Nação despreparada

segunda-feira, 06 de maio 2024

O Brasil, com toda a sua exuberância geográfica, potencial agropecuário, habitacional, cultural, esportiva, artística, e, a despeito de ser mundialmente reconhecido como o “país do futuro”, é uma Nação despreparada para enfrentar os grandes desastres da natureza. Vivemos, como exemplo, em permanente suspense ante o temor de possíveis estilos de grandes proporções que, em muitos séculos, vêm destruindo os recursos rurais de regiões como o Nordeste. Contudo, quando ocorre o contrário, ou seja, quando são escancaradas as comportas do Céu, o aguaceiro, que poderia ser recebido como uma graça a ser paga e festejada, tem servido para destruir propriedades e praticamente destruir cidades quase completas, metrópoles de grande desenvolvimento urbano, assim como pequenas cidades e distritos. Isso tudo, todos sabem, mas, como dizia o grande governador César Cals, “temos o mau costume de só nos preocupar com as tragédias quando eles estão acontecendo”. Apesar de tudo, é sabido, através dos grandes técnicos da engenharia e da urbanização, sempre haverá meios de pelo menos poderem ser aliviados os resultados de uma calamidade como a que desaba no momento sobre um estado rico como o Rio Grande do Sul, assim como sobre a sua moderna capital, Porto Alegre e, o mais lastimável, sobre a sua destemida população. Portanto, assim como uma Nação pode se unir para salvar de pandemias a sua população, torna-se também possível uma união nacional de forças no sentido de que se evitem mais prejuízos materiais e perdas de vida como ocorre nos Pampas. Podemos ser Nação despreparada, mas, que tem potencialidade.

Casa do Povo. Cumprindo promessa no sentido de aproximar cada vez mais o Governo e a população, o governador Elmano de Freitas abriu, a partir de agora os portões do Palácio da Abolição, disponibilizando-o para a presença de representantes movimentos populares, indígenas, pequenos empreendedores e empreendedoras, e principalmente de representantes da Igreja. Desse modo, segundo ele, as demandas de todas essas categorias chegarão mais rápido ao Governo.

Disputar por disputar. Em relação ao próximo pleito eleitoral, no que se refere à cidade de Fortaleza, a federação partidária PSOL-REDE, foi a primeira a anunciar a sua chapa a disputar a Prefeitura. Sendo assim, estarão disputando votos o candidato Técio Nunes (prefeito) e Cindy Carvalho (REDE). O alvo, no caso, é eleger dois ou três vereadores para a Câmara Municipal.
Efeito contrário. Lideranças do Governo do Estado, em vez de retrucar às acusações, provocações e denúncias feitas pelos parlamentares da ALECE e da Câmara Municipal de Fortaleza contra o governador Elmano de Freitas e o ministro Camilo Santana, no sentido de que estes passem a optar por propostas sérias, ou serão estes, ou seus candidatos derrotados. Agressões não ganham votos.
Só custará isso?. Segundo traz ao público a Justiça Eleitoral do Ceará, os custos das eleições a serem feitos pelo TRE neste ano deverão somar R$ 26 milhões. Trata-se de informação interessante, sabendo-se que com essa quantia, segundo lideranças interioranas daria para eleger apenas dez prefeitos de grandes cidades.
Adesão delas. Será nesta segunda-feira-06, a sexta rodada de adesão ao programa “Ceará por Elas”, mais uma força importante a ser utilizada em defesa da Mulher no Estado do Ceará. O programa trabalha oferece recursos para segmentos distintos, ou seja: Mulher Segura, Mulher Protagonista e Mulher Empreendedora.
Apoio em todo o Estado. Segundo adianta a deputada Lia Gomes (PDT), o Estado do Ceará, que já registra oficialmente a existência de 39 Procuradorias da Mulher, instaladas no interior do Estado, deverá contar até o final deste ano com Procuradorias em todos os municípios, contando com apoio das mulheres vereadoras.
Saúde para Marcos. A Coluna deseja ao ex-deputado Marcos Cals recuperação total e imediata de mal contra o qual ele luta. Marcos foi um dos maiores deputados da nossa ALCE, a qual dotou de todos os equipamentos modernos de comunicação de aquele poder é hoje possuidor. É um dos políticos mais queridos do Ceará.
Política sem Moroni. Depois de tentar se manter na política por várias eleições, Moroni Torgan, anuncia a sua retirada da política, “para não perder amigos”. Com muita decência, ele foi vice-governador, Secretário de Segurança, e deputado federal. Em mais uma prova de retidão, ele se aposenta como Delegado da Polícia Federal.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com