32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Novas regras para elas

terça-feira, 23 de abril 2024

Na eleição municipal de 2020 cerca de 15 mil mulheres candidatas não tiveram nenhum voto, e centenas delas obtiveram a mesma votação que outras, com despesas rigorosamente iguais até nos centavos, sendo que muitas dela nem sabiam que eram candidatas. A informação foi publicada pelo Observatório Nacional da Mulher na Política, e que poderá servir para embasar os argumentos a serem debatidos quinta-feira, 25, por ocasião de debate a ser realizado na Câmara dos Deputados, tendo como objetivo a criação e aprovação de novas regras para a participação nos pleitos eleitorais a partir deste ano. Há casos vergonhosos como, por exemplo, o Brasil estar entre os países da “lanterna”, em termos de presença do gênero feminino, principalmente nas casas parlamentares. O alvo será tirar as mulheres de cifras percentuais injustificáveis no caso do Brasil, onde apenas 18% dos 81 senadores, e coincidentemente, 18% dos 513 membros da Câmara dos Deputados, sabendo-se que na cabeça da lista de países com mais mulheres, estas chegam a ser maioria. A população feminina, diante desse debate prometido para a busca de melhores condições eleitorais para as mulheres está sendo vista como evento que deve atrair atenção de fortes lideranças do gênero no país, onde grandes e competentes mulheres são secundarizadas, com seus lugares ocupados por machos incompetentes e venais. A sociedade fica a torcer para sejam encontrados caminhos apropriados para que a justiça à maioria das mulheres seja devidamente instalada.

Distorções nos caminhos. Segundo comentários de respeitadas lideranças femininas, há caminhos a serem corrigidos. Para a deputada Tábata Amaral (PSB-SP), há coisas que não se explicam, como é o caso de as mulheres, em vez de se concentrarem em apenas um ou dois partidos, terminam se pulverizando nos 36 partidos que superlotam a política do Brasil. Para observadores políticos, o mais curioso é o Partido da Mulher Brasileira ter sido abandonado por elas mesmas.

Outras etapas. Uma vez superada no PT a ameaça de algum tipo de”racha”, resta, segundo o ministro Camilo Santana às lideranças petistas se empenharem para recuperar o tempo utilizado a disputa entre pré-candidatos e seus seguidores. Isso, tendo em vista que a disputa pela Prefeitura da Capital deverá se tornar num dos confrontos mais acirrados da política municipal.
Facilitando caminhos. Os microempreendedores do Ceará acabam de ganhar do Governo do Estado o mais valioso dos presentes para o momento, ou seja, o projeto “Empresa Mais Simples: Abra no Zap”. Desse modo, os interessados em se instalar poderão fazê-lo através de processo gratuito, simples e acessível o lançamento no Abolição. O projeto é pioneiro no país. Informações: 3108-2920.
Um novo CIC. O velho Centro Industrial do Ceará, do alto dos seus 105 anos de fundação, e das suas atividades na criação de grandes lideranças políticas, caminha para uma grande renovação em suas atividades, com a posse do novo presidente, industrial Edgar Gadelha, em solenidade prestigiada por tudo o mundo empresarial, coordenada pelo presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante.
Grande programa. O SEBRAE-CE, dando sequência à sequência de lançamentos de grandes programas, acaba de abrir mais um, chamado de LÍDER, e cujo objetivo é a preparação e capacitação de lideranças locais de talento, que funcionarão como seletores de projetos e para seleção de grandes iniciativas, capazes de gerar e aumentar o desenvolvimento de cidades e de regiões do Estado.
Segurança hídrica. O governador Elmano de Freitas, em companhia da deputada Gabriella Aguiar, visitou as obras, a caminho da conclusão, do “Projeto Malha D’Água, em Banabuiú”, e que deverá ser implantado em outras regiões. Trata-se de projeto para assegurar água potável para 280 mil pessoas, ao custo de R$ 700 milhões, devendo gerar 700 empregos, e ser entregue no próximo mês de junho.
“Pé quente” de Camilo. Virou mesmo sucesso o projeto idealizado e posto em prática, do ministro Camilo Santana. Já popularizado como “Pé de meia”, singela ideia de uma ajuda monetária para evitar o abandono da escola por jovens que tenham de trabalhar para ajudar o país. Entusiasmado com a aceitação da ideia, Camilo mostra que mais de 2,5 milhões de jovens já estão inclusos.
Tiro na água. Dirigentes do PL-CE se encontram em Brasília, onde buscam meios para impedir a perda de toda a sua bancada estadual, cassada pela unanimidade dos juízes do TRE. Entretanto, eles já tomaram conhecimento de que o Ministério Público Federal em parecer, já comunicara ao TSE que se trata realmente de caso de cassação, fruto de fraude de dirigentes.
Fazendo justiça. Em Brasília, ganha elogios o Projeto de Lei da deputada Dayany Bittencourt, da UB, com o objetivo de fazer justiça aos estudantes adimplentes com o FIES. Para ela, se foi possível dispensar as dívidas de quem não pode pagar, será também humano diminuir os pagamentos e incluir os quem pagou em dia por conta de muitos sacrifícios.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com