32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

O PT encolheu

sexta-feira, 26 de abril 2024

O presidente Lula, num rasgo de cientista político, descobriu que o seu partido, mesmo tendo sido ele o vencedor do pleito presidencial de 2022, terminou elegendo bancadas minoritárias na Câmara de Deputados e no Senado da República. Como resultado dessa derrota parlamentar, Lula vem tendo que suportar o momento de maior dificuldade nas três oportunidades em que se elegeu presidente da República. O principal motivo dessa situação a maioria dos brasileiros sabe: o PT encolheu principalmente em consequência do esquerdismo da sua doutrina, do quase comunismo da sua ideologia, que rejeita quem tem tendência direitista, e até mesmo de centro, perdendo assim milhões de votos e milhares de lideranças de qualidade. Por estas razões, o ex-grande PT elegeu apenas 90 deputados, e o PL bolsonarista 140. Isso posto, está convocada uma reunião do alto comando nacional com as lideranças estaduais para a criação de um novo PT, que venha a comportar em suas fileiras, políticos moderados, de centro, e até de direita, nem que este “novo” PT tenha de conviver com as ideias do “velho PT”, que não conseguiu neutralizar o bolsonarismo no Congresso Nacional, além de estar também ameaçado de sofrer derrotas em algumas capitais e grandes em cidades. “Em política, ensinava o experiente pessedista mineiro, Benedito Valadares, quem deve ter ideologia é dirigente; eleitor vota em quem simpatiza”.

Recuperando terreno. Em Brasília, repercutiu a eleição do deputado Eunício Oliveira para a presidência da Comissão de Desenvolvimento Urbano. Trata-se de um colegiado importante para tocar a defesa e implantação de grandes projetos de desenvolvimento urbano e qualidade de vida.

Prefeitos em guerra. O presidente da CNM Paulo Ziulkoski, adverte que prefeitos de municípios com menos de 156 mil habitantes poderão entrar em guerra com o Planalto, devido à desoneração de salários, taxas municipais em transações efetuadas pelo agronegócio e o que mais o governo possa tomar para aumentar a arrecadação, devolvendo o equilíbrio econômico e fiscal do país. É bom ver o projeto de Reforma Tributária antes que ele seja aprovado pelo Congresso.
Todos atentos. O PT planeja a qualquer custo a recuperação da sua antiga força eleitoral. Atentos e advertidos, dirigentes de partidos aliados assumem posições defensivas, prontos para denunciar a cooptação somente condenada quando se dá entre partidos aliados. Quando se trata de corromper ou aliciar adversários, pode…
Estados e armas. Os Estados vão poder legislar sobre a aquisição, uso e porte de armas de fogo, que foi uma condenável marca do governo de Bolsonaro com o derrame de milhões de armas que serviu para aparelhar o crime organizado. Voltar a esses tempos não será um boa pedida para quem deseja viver em um país pacifico
Perseguição a cambistas. Na Câmara dos Deputados foi aprovado o Projeto de Lei do deputado Domingos Neto (PSD). Trata de punir com multas e cadeia os cambistas, ou vendedores ilegais de ingressos para eventos esportivos, artísticos, carnavalescos, culturais ou e negócios. O autor foi auxiliado “in totum” por outro perseguidor do povo, o deputado Luís Gastão, parlamentar ficha suja.
Verdade ou conversa mole. A ENEL conseguiu aliviar, por enquanto, as pressões da CPI sobre seus serviços. Perante deputados o presidente José Nunes conseguiu ganhar deles um voto de confiança, ao anunciar R$ 1,5 bi para aquisição de veículos e a contratação de 1.900 operários qualificados para atender a chamadas e repor fios roubados.
Temendo invasão. Tem produzido controvérsias a notícia de que o presidente Lula e a presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann, desgostosos e desenganados com o PT de hoje estão dispostos a disponibilizar ao mundo político brasileiro um PT renovado. Como é moleza ingressar no partido, os petistas hoje temem a invasão de bolsonaristas.
Politização vazia. Na Assembleia Legislativa com tantos temas importantes a serem debatidos, deputados governistas e oposicionistas trataram de politizar o assassinato de um servidor do IJF em serviço. Para os governistas a culpa é do prefeito Sarto, e para os pedetistas o culpado é o governador Elmano.

“O pior dirigente partidário não é aquele que muda de partido, mas, aquele que chega a lucrar com a derrota do seu partido”. Governador do Ceará, Parsifal Barroso.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com