32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Polarização no Interior

segunda-feira, 29 de abril 2024

A notícia de que foi fechado em Juazeiro do Norte acordo tácito de apoio do PDT de Ciro Gomes e Roberto Cláudio à tentativa de reeleição do prefeito Glêdson Bezerra atuou como atestado de que o pleito deste ano na Meca do Cariri será, com certeza, marcado por um dos mais indesejáveis e repulsivos comportamentos de quem tem a política como prática, ou seja, a polarização eleitoral, lançada na eleição passada por Jair Messias Bolsonaro, o que descaracterizou totalmente aquela disputa presidencial. Para sacramentar esse acordo, o próprio presidente nacional do PDT, André Figueiredo esteve em Juazeiro, com Glêdson e seus apoiadores e partidários. Na ocasião, André assegurou defender em Brasília muitos recursos destinados a projetos urgentes para aquela cidade. Até aí, tudo bem, até porque acordos são para serem fechados, e recursos são para serem liberados. Por conta disso, a atitude do PDT é normal. O que, entretanto, preocupa as lideranças em geral da Meca do Cariri e que, enquanto se esperava por uma campanha democrática e pacífica, o que está sendo desenhado e, sem dúvidas vai ocorrer será um pleito que, em vez de uma disputa local, entre lideranças regionais, o que poderá acontecer será um confronto entre lideranças de fora, como Ciro, André e Roberto Cláudio, contra Elmano, Cid, Camilo e Elmano, sendo que o único natural de Juazeiro é o futuro candidato do PT, deputado Fernando Santana. Como este não será o único caso no interior, voltaremos a esse tema. Espera-se que as coisas mudem.

Ensinando política. Em maio à já “animada” troca de farpas entre algumas lideranças relacionadas com a eleição deste ano, até adversários, em programas de Rádio ou de TV e Internet têm destacado a maneira como o ex-governador, senador e ministro da Educação Camilo Santana tem “rebatido” algumas acusações e provocações de críticos e adversários, ou seja, silêncio total. Até porque, como todos sabemos, ele tem milhões de estudantes, professores, colégios, creches de que ele deve cuidar.

Máquina azeitada. Segundo analistas políticos, enquanto o PT do Ceará começa a dar sinais de imitação com o que ocorreu com o PDT que foi vitimado pelos “desunido”, o PSB, ao contrário, e sob o firmo comando do senador Cid e do ex-deputado Eudoro, bate recordes de filiações, assim como de adesões, constituindo-se no melhor abrigo para decepcionados. Que são muitos.
Sinuca para Augusta. A deputada Augusta, secretária da Articulação Política, e que vinha sem grandes problemas, tem em mãos desatar o “nó” de Juazeiro do Norte, onde o deputado Davi Raimundão (MDB), mesmo aliado tenta, com a influência do pai, ex-prefeito Raimundo Macedo manter a sua candidatura e não do deputado Fernando Santana (PT).
Perdas com o quinquênio. Como se já não houvesse motivos de crise entre os Poderes, a questão do quinquênio para o pessoal da Justiça ameaça ser mais grave e complicado do que se pode avaliar. Trata-se de uma proposta para o pagamento de mensalidade de cinco em cinco anos, e que está com o congresso. Se aprovado vai sugar mais de R$ 80 bilhões arrancados do povo.
Camilo em destaque. Como sinal de reconhecimento pelo êxito da sua atuação à frente do Ministério da Educação, o ministro Camilo Santana foi destacado com o título de Doutor Honoris Causa pela UFMG, em concorrida solenidade com a presença de estelares da Educação. Os comentários eram de que ele está sendo melhor avaliado do que o próprio presidente Lula.
Indignação de Mauro. Em Brasília, o deputado Mauro Filho (PDT) afirma estar pronto para defender isenção de 30 produtos da cesta básica para a população. Ele é da Comissão que Cida disso, e expõe a sua indignação por ver ricos nada pagando pelo salmão e o filé de sua mesa, enquanto o pobre tem que pagar impostos pela sardinha, o lombo magro e a costela descarnada.
Salvar o que resta. O deputado Júnior Mano (PL) mostra-se disposto a coordenar um movimento entre deputados e lideranças, no sentido de que faça o possível para salvar “o que resta” do DNOCS, do qual a própria sede está semidestruída. Entre todos os golpes graves já praticados contra a instituição que nos orgulhava, foram distribuídos cargos e não recursos para a sua reativação.
Tapeação da Petrobras. Ainda a propósito da destruição do DNOCS por políticos oportunistas, Mano lembra um episódio que bem ilustra a decadência do DNOCS, depois de este ter ensinado o país a vencer as secas. A multibilionária Petrobras, dizendo querer salvar a sede do DNOCS prometeu fazer dela o Museu do Semiárido. Depois, esqueceu e o projeto foi para o lixo.
Pacto sério. Atendendo a representações ligadas à Cultura, o governador Elmano de Freitas liberou recursos num montante de R$ 719 milhões destinados ao Pacto pela Cultura, do Sistema Estadual de Cultura. Trata-se da primeira vez em que esse setor tem à sua disposição recursos para grandes projetos, inclusive para municípios que criarem o seu próprio Sistema.
Cirilo em festa. Tem todos os motivos para comemorar, o prefeito de Quixeramobim, Cirilo Pimenta, ao anunciar a inscrição de mais de 2.000 candidatos ao vestibular de Medicina naquela cidade. O número chega a causar admiração às autoridades ligadas à Educação, ao mesmo tempo em que vem a “deixar sem jeito”, adversários que torciam contra Cirilo e o Projeto.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com