32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Macário Batista

Programa Mais Médicos: novo edital oferece 172 vagas no Ceará distribuídas em 87 municípios

terça-feira, 21 de maio 2024

O Ceará dispõe de 172 vagas no edital do Programa Mais Médicos para o Brasil, distribuídas em 87 municípios. O edital, publicado pelo Ministério da Saúde, tem como objetivo garantir o acesso à saúde pública de qualidade, especialmente diante das aprovações de médicos em programas de residência médica. Isso ressalta a necessidade de preencher essas vagas de forma eficiente e ágil. Em todo o Brasil, há 2.231 vagas distribuídas em 1.277 municípios e, nesta etapa, os gestores das prefeituras e do Distrito Federal devem indicar, de 16 a 22 de maio, quantas pretendem preencher em cada localidade do total autorizado pelo edital. Após a etapa de validação das vagas dos municípios, o Ministério da Saúde publicará o chamamento aos profissionais. Além da reposição, estão previstas 6 6 novas vagas para populações quilombolas, que vivem em assentamentos rurais, em reservas extrativistas, e população ribeirinha para garantir o acesso à saúde nessas regiões de difícil provimento e fixação de profissionais. “Este é um edital importante para a confirmação da disponibilidade de vagas por parte dos municípios que já fazem parte do programa. E é um passo fundamental para que possamos depois dar sequência no chamamento de médicos e com isso efetivar vagas que tiveram eventuais saídas, mas principalmente manter esse quantitativo de 28 mil profissionais dentro do programa Mais Médicos”, destaca o secretário de Atenção Primária à Saúde, Felipe Proenço. Para atender as regiões que mais precisam, o Programa Mais Médicos utiliza critérios na distribuição das vagas, tais como a situação de vulnerabilidade social, maior dependência do Sistema Único de Saúde (SUS) para o acesso da população à saúde e a dificuldade de provimento de profissionais. O Programa Mais Médicos para o Brasil (PMMB) foi ampliado por meio da modalidade de coparticipação de estados e municípios. Nessa forma de contratação é descontado o valor da bolsa-formação (R$12.386,50) do médico do município no Piso de Atenção Primária, garantindo maior agilidade na reposição do profissional. O custeio dos auxílios moradia e alimentação ao médico permanece sob responsabilidade do município.

E alguém disse…”Vaaalha!!”. O famoso sr.Wagner, diz que candidato a Prefeito de Fortaleza,pela quarta vez, chamou o colega dele,sr. André Fernandes, de “poste do Bolsonaro no Ceará”. E fechou a matraca: Eu não tenho padrinho político. Isso teria fundamento?

Solidariedade
Para fazer doações a famílias desabrigadas no Rio Grande do Sul pode ir até algumas estações do metrô e do VLT,em Fortaleza, e deixar sua doação nas caixas coletoras que foram implantadas pelo Metrofor.
Ridículo
Oportunismo é fruto comum das sombras políticas. Enquanto as populações sofrem no RGSul,com chuvas e cheias, aqui, um sereno que nem biqueira faz é elevado à categoria de “desastre”.Escandalosos chuviscos.
A volta do DPVAT
O presidente Lula sancionou a lei que determina a volta do pagamento do seguro obrigatório de veículos. A Lei Complementar nº 207 cria o Seguro Obrigatório para Proteção de Vítimas de Acidentes de Trânsito (SPVAT) o velho DPVAT.
Se for esse o preço…
O seguro é anual. O valor ainda não foi especificado. No entanto, de acordo com o senado,de onde vem a lei, um levantamento do Ministério da Fazenda indica que o SPVAT deverá ter o custo para o motorista entre R$ 50 e R$ 60.
Em Sobral isso é “caducar”
Campeã de advertências por desinformação, a atriz Regina Duarte recebeu mais um selo de “informação falsa” no Instagram nesta semana. A ex-secretária da Cultura do governo de Jair Bolsonaro mentiu que o governo federal teria dificultado doações para as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com