32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Retrato da inconsequência

terça-feira, 28 de maio 2024

A sociedade brasileira, destacadamente a classe política e os cidadãos de bem permanecerão com as atenções voltadas para o Congresso Nacional, onde deverão acontecer acirrados debates em torno de cerca de dezessete vetos presidenciais a serem discutidos e votados. Entre os referidos vetos, encontra-se um, da lavra do ex-presidente Jair Bolsonaro, e que ficou para ser votado agora. Trata-se do veto em que o ex-presidente simplesmente barrou a tipificação de crime grave a disseminação de “fake news”. Segundo o ministro Alexandre de Morais, presidente do TSE, qualquer cidadão com um mínimo de consciência política sabe que as “fake news” são hoje uma das maiores ameaças a uma campanha eleitoral pacífica, assim como a uma administração harmônica. Pela desfaçatez com que o ex-chefe da Nação Brasileira tratou esse problema, torna-se mais fácil de analisar e interpretar a maneira como ele distorceu e descaracterizou as demais ações criminosas que ele pretendia liberar para serem praticadas no pleito que ele, por um triz, não saiu vencedor. Se isso tivesse ocorrido, estaríamos convivendo com um amontoado de libertinagens divulgadas numa Internet infestada de anarquistas e falseadores da verdade. É sabido que ainda são grandes as ameaças que pairam sobre as redes sociais, e, consequente, sobre toda a sociedade. Só que o patrono dessas sandices se encontra fora de ação. A sociedade se mostra ansiosa é sobre o refreamento das perigosas “big techs”, sobre as quais o Congresso, o STF e a Justiça Eleitoral mantêm a mais cerrada marcação. Se isso não chegasse a ocorrer, teríamos um pleito violento e inseguro.

É preciso saber. A notícia, trazida a público ontem, pelo Ministério Público Estadual chega a surpreender, já que se trata de um debate a respeito da falta e profissionais – médicos, enfermeiros e demais servidores no grande Hospital Instituto Dr. José Frota – IJF. A situação surpreende principalmente àqueles que conheceram a batalha dos que se desdobraram para a construção da notável instituição, e principalmente depois do esforço sobre humano do prefeito Juraci Magalhães para ampliá-lo.

Mudança aguardada. Uma das mudanças de secretário mais aguardada, a da Segurança, ocorreu, com o governador Elmano substituindo o Secretário Samuel Elânio, pelo Delegado da PF, Roberto Sá. Este, com formação de Segurança em Harvard é um dos mais competentes de Delegados do país, o que seria apropriado para a SSPDS no momento em que esse setor necessita de rigor.
Jogo pesado. Em Caucaia, tem sido destaque o empenho com que o pré-candidato governista à Prefeitura, Catanho tem conseguido manter encontros com apoiadores, mas, também com adversários, incluindo pré-candidatos. Como exemplo, ele tem priorizado conversas com os ex-prefeitos Washington Góes e Naomi. A tese é: se conseguir atrair essa dupla a eleição estaria ganha.
Perdendo espaços. Na visão de conhecedores do Sertão Central, o PT, apesar de o governador Elmano ter dado aos 13 municípios da região hospital regional, indústrias, estradas novas, escolas modernas e outros benefícios, tem definhado e perdido espaços, inclusiva para partidos seus aliados, como PSD, PSB e Republicano. O que resta ao PT e fortalecer a aliança com essas siglas.
Arquidiocese em campanha. Sob o comando direto do Arcebispo D. Gregório Paixão, a Arquidiocese de Fortaleza, ao lado da Cáritas Arquidiocesana deflagraram ontem grande campanha de aquisição de doações destinadas a socorrer o estado do Rio Grande do Sul. Nesse sentido, quaisquer doações deverão ser recolhidas pelas suas 113 Paróquias e respectivas Capelas. Telefone (85) 3388.8716.
Tema sério. A comissão de Constituição e Justiça do Senado realiza Audiência Especial, para debater tema de importância. Trata-se da distribuição, pra valer, dos imensos territórios da Marinha de Guerra do Brasil. A proposta a ser estudada não é das mais complicadas, já que parte será doada a Estados e Municípios, e a maior parte bem vendida para empresas de turismo.
Ameaças do clima. Ontem, no Senado Federal aconteceu um debate importante proposto pelo presidente, senador Pacheco. O tema, de extrema urgência, foi a situação do Rio Grande do Sul, que poderia se repetir em alguns dos nossos estados e regiões. Para isso, participaram ministros, e sumidade em ambientalismo, geologia, climatologia, hidrologia e pluviometria.
Queixas do sertão. Como já era esperado, começam a surgir, mesmo que ainda de forma discreta, algumas queixas de lideranças políticas aliadas do governo, no interior. Como exemplo, os ex-pedetistas e hoje socialistas entendem ser direito deles disputarem prefeituras. Em alguns casos petistas e socialistas deverão trocar de posições nas chapas que terminarem ser lançadas.
Anistia necessária. O deputado estadual Simão Pedro, viajou à Brasília no sentido de batalhar pela anistia de pescadores e piscicultores do Ceará, que, aos milhares, não têm condições de pagar contribuições. Para isso, ele deveria comparecer à Casa Civil acompanhado do deputado Júnior Mano, sendo que uma das visitas seria à ministra Simone Tebet, do Planejamento.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com