32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Sobral, centro de atenções

quinta-feira, 18 de abril 2024

A cidade de Sobral, reconhecida como centro de cultura e do poder na Zona Norte do Estado, poderá estar às vésperas de mais uma campanha exitosa para atrair as atenções do mundo político estadual. Os motivos são evidentes a partir da curiosidade com que o seu povo aguarda uma eleição com a família Ferreira Gomes desfalcada do ex-ministro Ciro Gomes, que entre outras façanhas dividiu um clã tido como indivisível. Apesar de todas as suas diatribes, Ciro não conseguiu impedir que os seus irmãos pudessem vir a dispor de um nome irretocável para a sucessão de Ivo Gomes. A informação de que a professora Izolda Cela, ex-governadora e consagrada arquiteta da Educação estadual havia deixado a Secretária-geral do MEC tem um significado político da maior importância para dar a Sobral a continuidade de um modelo vencedor que se expandiu por todo o Ceará.

O poder da máquina. Na campanha do prefeito Sarto Nogueira, os comícios serão pontuais, com a catequese ficando a cargo de 300 candidatos à Câmara Municipal com a missão de fazer o porta a porta, e visitas casa a casa. Associe a tudo isso as prefeiturinhas, lideranças de bairros e gestores das areninhas espalhadas por toda a cidade.

Sem saída. A bancada federal do Ceará está vivendo um momento complexo, com a questão relacionada à alíquota de contribuição previdenciária. Se for mantida em 16% abala todos os municípios, e se ficar nos 8% causará grande rombo na Previdência.
Sem adversários. O prefeito de Maracanaú ampliou a sua base eleitoral para ficar com a prefeitura. Roberto Pessoa se deu ao luxo de não ter adversários ao conquistar o apoio do PT, único partido que poderia destroná-lo. O deputado Júlio Cesar tenta resistir recorrendo aos tribunais, mas dificilmente obterá êxito.
Expansão. Roberto parte para conquistar mais prefeituras no entorno de Fortaleza por entender que nesse cinturão está o eleitorado opinativo do estado. Mas é normal a qualquer político da sua envergadura estabelecer um laboratório de observação para seguir a corrente social.
Crateús. O ex-deputado Antônio dos Santos informa aos amigos que não é candidato a prefeito de Crateús, por ter como seu domicílio eleitoral Fortaleza. Mas não ficará omisso nas próximas eleições: vai apoiar Marcelo Machado, irmão e grande amigo, para eleger-se prefeito da sua cidade.
Indecisão em Crato. Na cidade do Crato, centro cultural da Zona Sul, a sucessão tem muitos pensadores indecisos dificultando uma escolha que pode assim ser sintetizada: o prefeito Zé Aílton é bem avaliados, com 80% de aprovação mas está calado. Disputando o seu silêncio desfilam sete pré-candidatos, a maioria aliados que já iniciaram conversas. Mas nunca foi fácil conversar com ele.
Impasse das drogas. Aumenta o risco de choque entre o Legislativo e o Judiciário. Como exemplo, o Senado aprovou a proibição do porte de qualquer quantidade de droga. Como o STF e as lideranças de esquerda não pensam assim, está criado nova fonte de atrito entre esses poderes.
Moradia. Por empenho das deputadas Gabriella Aguiar (PSD), Emília Pessoa (PSDB), e Lia Gomes (PDT), a prioridade dos benefícios do programa “Entrada Moradia”, de autoria do Governo do Estado, deverá ser de mulheres sob ameaças, ou que sejam vítimas de violência. Esse programa é disputadíssimo por oferecer moradia a baixo custo.

O povo do sertão é honesto e não quer dinheiro de candidatos. “O que ele realmente espera dos políticos é trabalho pra botar feijão na sua panela.”
Deputado Antônio Câmara.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com