32 C°

quinta-feira, 17 de junho de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Tasso em destaque

quinta-feira, 10 de junho 2021

O senador Tasso Jereissati pode ser acusado de tudo, menos de relaxar em relação aos problemas mais urgentes do Ceará e do Brasil. Agora mesmo, ele assume a defesa de projeto do senador Rodrigo Pacheco que torna urgente a compra de vacinas por governadores, prefeitos e pessoas jurídicas. Essa é apenas uma das facetas do mais influente político do nosso estado em Brasília.

TJ tem defendido projetos como o que estabelece a política de Saneamento Básico, pelo qual tem recebido elogios. Não se pode colocar em dúvida a sua importância agora destacada com a atitude do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, uma das vozes mais ouvidas, não só no âmbito do seu partido, mas principalmente, no que diz respeito à atividade partidária como meio de objetivos.

O ex-presidente fez arriscada escolha ao deixar de lado lideranças do peso como o governador de São Paulo, João Dória, colocando o “galeguim” como a melhor opção para a unidade do partido na corrida presidencial. Outro destaque de Tasso diz respeito a sua conduta como presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, cuja ação não está restrita apenas as funções inerentes ao cargo, mas ao seu esforço para manter a ´política econômica sob controle atendendo as demandas do setor produtivo do país.

Sangue de barata. Sobre o senador Eduardo Girão enganam-se os que afirmam que ele mergulhou depois do anuncio prematuro feito em Iguatu pelo deputado Capitão Wagner, lançando-se candidato ao governo. A atuação de Girão na CPI da Pandemia deu-lhe muito mais visibilidade, colocando-o como favorito do presidente Bolsonaro para concorrer a sucessão estadual. Enfim, não é próprio de senadores tolerar calado as agressões por ele sofridas no picadeiro daquela comissão. É preciso ter sangue de barata.

Um lugar a mesa. O vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista que anda um tanto desmotivado, põe as cartas à mesa; quer os socialistas na chapa governamental a ser encabeçada pelo PDT. Pouco se conhece do seu trabalho na gestão municipal, mas é evidente que a sombra do poder não faz o seu gênero.

Sem ele. A propósito do vice-prefeito de Fortaleza, ao reafirmar a sua condição de governista deixa claro a impossibilidade de ser vice numa chapa com Luizianne Lins, proposta que a Loura andou cogitando como balão de ensaio para engordar a esquerda com a presença do PSB. Elcio acompanhará Camilo.

Cobrança. Camilo Santana reiniciou as audiências a prefeitos que fazem fila cobrando dele mais ajudas para seus municípios. Enquanto eles pedem mais recursos, o governador tem cobrado se eles estão cumprindo os decretos contra o COVID-19. Daí pra frente a conversa pode prosseguir.

Defesa. Para reforçar a defesa que tem feito em relação aos médios e pequenos empresários com dívidas perante os Fundos Constitucionais, o presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante foi ao Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Onix Lorenzoni, em defesa de MP relacionada com esse problema.

Pódio indesejável. Ontem, veio a público levantamento da Federação Nacional de Jornalista, segundo o qual, o Brasil ocupa o indesejável pódio de ser o país com o maior número de jornalistas mortos devido à COVI-19.

“A CPI da COVID-19 não visa desestabilizar o governo e desmoralizar ministros, já que a sua finalidade é mostrar ao país os culpados por 470 mil óbitos”.
Senador Reguffe (Rede) relator da CPI.

hoje

Mais lidas