32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Uma questão de habilidade

quinta-feira, 04 de abril 2024

Quando se tornou realidade que o bloco governista liderado pelo ministro Camilo Santana (PT), governador Elmano de Freitas (PT) e senador Cid Gomes (PSB) seria formado por mais de uma dezena de partidos, as primeiras reações foram de que a campanha eleitoral deste ano tinha tudo para se transformar num labirinto incapaz de ser controlado. Isso, segundo analistas mais pessimistas, viria a ocorrer se as lideranças maiores imitando procedimentos de antigos “chefes” impondo nomes da sua preferência como candidatos a prefeito. Como nos tempos atuais a maneira de agir mostra comportamento mais moderno, sensato e objetivo, o que parecia uma ameaça com recheio de confusões na maioria dos municípios, começa a despontar como realidade é que o segredo para o equilíbrio e a pacificação da política no interior, longe de se tratar de um caso de exibição de força passou a ser uma questão de apuramento e habilidade política. Pelo que tem sido noticiado como enorme quebra- cabeça vem resultando em acordos inteligentes em que o respeito pelas lideranças de pequenas e grandes cidades são fundamentais para que as disputas voltem a ser de “compadres”, verdadeiras demonstrações de civilidade e respeito mútuo do que é bom para os dois lados. Imitar a Suécia, Noruega e Dinamarca seria um grande avanço ainda não alcançado pelos velhos coronéis, mas possíveis nos dias em que a porca torcer o rabo… É esta a nossa realidade. Não vamos estragá-la trocando-as pelo avanço de uma modernidade que pode atropelar os bons propósitos das artimanha do que é nosso, e de certa forma, prenhes de espertezas honestas e habilidades sinceras, coisas que não se vê na política de hoje.

Todo cuidado é pouco. É preciso ter cuidado quando for guardar a louça. Vários “Kits de cozinha” adquiridos pelo governo estadual para distribuição no interior foram encontrados aqui em Fortaleza em local inadequado, comprometendo a campanha de influente prócer político municipal.

Embate judicial. O clima interno do PDT-CE, que era visto como mar de “almirante” após meses com brigas de foice, voltou a se agitar. Enquanto o Ministério Público Estadual julgou improcedentes os motivos para o desligamento dos pedetistas rebeldes, o TRE, por unanimidade, agiu em sentido contrário autorizando os deputados insurretos a oficializarem seu desligamento. Vamos aguardar agora o que dirá o STE.
Tudo no mesmo barco. Com jogadas bem articuladas do senador Cid Gomes e do ministro Camilo Santana, algumas regiões do Ceará terão todas as Prefeituras aliadas ao Governo do Estado. Como exemplo, no Planalto da Ibiapaba e entorno nada menos de 20 municípios terão seus prefeitos eleitos pelo PSB, PT e PSD. Trata-se de situação inédita, tendo em vista que antes, metade eram oposicionistas.
Corrida dupla. Em Juazeiro do Norte está havendo uma corrida dupla por votos. Enquanto partidos lutam cada qual por si pela posse da Prefeitura, todos eles juntos querem chegar aos 201 mil votos, com a Meca do Cariri se tornando a segunda cidade do interior do Ceará onde deverá haver dois turnos eleitorais.
Calote de 289 milhas…. Na Assembleia do Ceará a oposição tem atuado com ataques frequentes ao governo que movimenta a turma anti-PDT acendendo o estopim de uma bomba com acusações contra Roberto Claudio, segundo líder em comando desse partido. Dessa vez, ele é acusado de dar um “calote” de R$ 289 milhões que deixaram de ser pagos a servidores municipais dos mais variados setores.
Punições. Aprovado na Câmara dos Deputados Projeto de Lei de autoria da deputada Dayany Bittencourt, da UB, que torna obrigatória a equiparação de penas e sentenças contra autores de maus tratos a animais. Antes as punições eram de acordo com o animal, mas a partir de agora as condenações serão aplicadas para quem maltratar quaisquer animais, domésticos ou não.
Salada partidária. Como já era previsto pelos principais líderes governistas, a começar por Cid Gomes, não seria nenhuma surpresa a formação de alianças, com “saladas” partidárias. Como exemplo, em Umirim, o senador lançou e apoia Judson Rodrigues (PSB), filho do deputado Oscar Rodrigues e irmão do deputado Moses, seus adversários radicais na política de Sobral.
Pasta pesada. Ao assumir a Secretaria de Articulação Política do Governo do Estado, a senadora Patrícia Brito tem a consciência clara de que tem em mãos uma Pasta pesada, de cujos resultados poderão depender vitórias e derrotas do Governo do Estado no pleito de outubro. Está ela preparada para tamanho desafio? Bom lembrar que terá de voltar ao Senado em quatro meses.

“Tá faltando gente para ocupar cadeiras vazias no governo. Com todo respeito, a senadora Augusta Brito não deve ter sido consultada, mas teve que dar o seu lugar para Janaina Farias posar como senadora.” – Deputado Claudio Pinho, falando o óbvio.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com