32 C°

quinta-feira, 5 de agosto de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Sávio Bittencourt

Você e a fé

sexta-feira, 14 de dezembro 2018

Qual a importância da fé na sua vida? Há pessoas que não creem em Deus. Mas a grande maioria do povo brasileiro tem fé em Deus, ainda que não professe regularmente uma religião. Para aqueles que creem, a fé tem uma dimensão muito importante, porque representa a confiança em forças e entidades para as quais não existe uma comprovação científica. Ninguém tem fé na lei de gravidade. As pessoas a conhecem a partir de sua existência factual e de sua explicação pela ciência. Fé é o que nos leva a crer nas coisas não comprovadas, metafísicas.
Escrevo agora para os que têm fé ou gostariam de tê-la.

Para se viver com mais graça e paz, é preciso permitir que a fé se aprofunde, fazendo surgir uma confiança pacífica e permanente em Deus. Esta fé fortalecida será a base da criação das condições para que a vida se transforme nos campos em que seja necessária mudar. Seja na vida afetiva, na profissão, nas finanças, na relação familiar, no casamento, na saúde, na vida comunitária, temos sempre a possibilidade de nos aperfeiçoar. Somos seres em formação. Estamos permanentemente mudando, mas nem sempre evoluindo. A desesperança, a cobiça, a vaidade desmedida, o egoísmo, a inveja, o medo e a falta de fé são ocorrências comuns e que nos afastam da felicidade. Com o passar dos anos, se damos a interpretação errada aos acontecimentos da vida, se preterimos os valores mais importantes, vamos definhando espiritualmente e nos afastamos do nosso caminho.

Assim, você está convidado a mergulhar na fé e meditar sobre seu comportamento. A fé remove montanhas. Mas, quando ela realmente existe acaba se manifestando também nas ações da pessoa que crê. Sua dimensão espiritual se entranha no modo de viver da pessoa, determinando atitudes compatíveis com aquela crença.

Se a crença é na existência de um Deus de amor, a fé se manifesta na vivência deste amor, no plano espiritual, racional e nas ações da pessoa no cotidiano. Uma fé que não tem consequências práticas, que não se manifesta pelas atitudes, parece não existir. O sentido da existência de Deus só encontra real função quando transformar o ser humano e o mundo.

Desta forma, é necessário provocar novas ações-reflexões, para usar uma célebre expressão do pedagogo Paulo Freire, que, pelo pensamento crítico sobre nosso próprio comportamento, permitam atitudes renovadas, coerentes com nossa crença e nossos valores. Se não mudarmos nosso modo de agir, no que precisa de transformação, com ações concretas amparadas na fé, de nada adianta uma religião “da boca para fora”.

Aliás, uma canção de Gilberto Gil traz uma frase muito interessante: “Andar com fé eu vou, porque a fé não costuma falhar”. Não costuma mesmo. Todo ser humano deseja segurança, que parece ser uma coisa rara num mundo de tanta confusão. Segurança é uma dádiva da fé.
A insegurança, por sua vez, vem do desespero de não se ter fé. Crer é a verdadeira blindagem emocional contra todas as ameaças e ocorrências. A fé nos livra do passado já vivido e de suas imperfeições e do futuro desconhecido, porque ela nos transforma em privilegiados filhos de Deus. Todos somos filhos de Deus, mas aqueles que creem usufruem de Sua paz de forma constante. Vamos com fé!

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com