32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Saúde

Síndrome do Boreout: entenda o que é e como identificá-la

segunda-feira, 24 de junho 2024

Diferente da já conhecida Síndrome de Burnout, o Boreout refere-se a um estado de tédio profundo e desinteresse no ambiente de trabalho. A palavra “Boreout” é um termo relativamente novo, cunhado pelos consultores empresariais suíços Philippe Rothlin e Peter Werder em seu livro “Diagnose Boreout” publicado em 2007. O termo é uma combinação das palavras em inglês “bore” (que significa “entediar”) e “out” (que indica esgotamento ou exaustão), refletindo assim a ideia de esgotamento provocado pelo tédio extremo.

Philippe Rothlin e Peter Werder introduziram esse conceito após observar que muitas pessoas enfrentam problemas de saúde mental não porque estão sobrecarregadas, mas porque estão subutilizadas e desmotivadas em seus empregos. Eles argumentam que essa forma de estresse é igualmente prejudicial e necessita de reconhecimento e estratégias específicas para tratamento.

“Essa condição ocorre quando as tarefas realizadas são percebidas como desinteressantes, repetitivas e pouco desafiadoras. O Boreout surge quando o profissional não encontra significado ou desafio em suas atividades diárias, levando a um estado de desmotivação e apatia”, explica o psicólogo André Carneiro, especialista TCC (Terapia Cognitivo Comportamental).

O diagnóstico da Síndrome do Boreout pode ser complexo, pois os sintomas, muitas vezes, se assemelham a outras condições, como depressão e ansiedade. No entanto, o psicólogo destaca que “a principal diferença está no contexto: o Boreout está diretamente relacionado ao ambiente e às tarefas de trabalho”.

Ainda de acordo com André Carneiro, desde a sua introdução, o conceito de Boreout tem ganhado reconhecimento crescente no campo da psicologia do trabalho e na gestão de recursos humanos. Ele ajuda a compreender melhor a dinâmica do ambiente de trabalho moderno e a necessidade de equilibrar as demandas e as capacidades dos trabalhadores para manter um nível saudável de motivação e bem-estar.

Para um diagnóstico adequado, é essencial uma avaliação completa por um profissional de saúde mental. Essa avaliação incluirá uma análise detalhada do histórico do paciente, as queixas e o detalhamento da rotina de trabalho. Questionários específicos e entrevistas clínicas podem ser utilizados para diferenciar o Boreout de outras condições.

Sintomas da Síndrome do Boreout

As pessoas afetadas pela Síndrome do Boreout podem apresentar uma variedade de sintomas, incluindo:

Falta de Motivação: Sensação constante de desinteresse pelo trabalho.

Cansaço Mental e Físico: Mesmo sem realizar tarefas extenuantes, o indivíduo sente-se constantemente cansado.

Irritabilidade: Pequenas situações no ambiente de trabalho podem causar irritação desproporcional.

Baixa Autoestima: Sentimento de inutilidade e falta de propósito no trabalho.

Dificuldade de concentração: Problemas para se concentrar e completar tarefas simples.

Sintomas Físicos: Podem incluir dores de cabeça, dores musculares e distúrbios do sono.

Tratamento da Síndrome do Boreout

O tratamento da Síndrome do Boreout envolve diversas abordagens. “A TCC é eficaz no tratamento dessa condição, pois ajuda o paciente a identificar e modificar pensamentos e comportamentos negativos relacionados ao trabalho”, explica André Carneiro.

Além disso, o psicólogo esclarece que outras estratégias podem ser adotadas, como reestruturação do trabalho, criação de metas, desenvolvimento de novas habilidades e apoio psicológico. “Quando ocorrem ajustes no ambiente de trabalho e as tarefas passam a ser mais desafiadoras, exigindo mais do profissional, geralmente, as funções passam a ser mais significativas. Definir objetivos claros e alcançáveis é outro passo fundamental para que a rotina não volte a ser entediante e enfadonha. E, claro, fazer do apoio psicológico o grande aliado”, esclarece o psicólogo André Carneiro.

Boreout X Burnout

Embora Boreout e Burnout compartilhem algumas semelhanças, especialmente no impacto negativo na vida do indivíduo, eles são condições distintas. André Carneiro explica a diferença: “O Burnout é resultado de um estresse excessivo e prolongado no trabalho, levando a um esgotamento físico e emocional. Já o Boreout é causado pela falta de estímulo e interesse nas atividades laborais, resultando em tédio e apatia”.

A Síndrome do Boreout é uma condição séria que pode impactar negativamente a vida profissional e pessoal dos indivíduos. É crucial reconhecer os sinais e buscar ajuda adequada para tratamento eficaz.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com